Relatório de resultados 1º Semestre de 2021

O relatório da Abcred tem como objetivo consolidar os resultados das OSCIPs de Microcrédito Associadas, analisar os dados relevantes e traçar possíveis cenários futuros para o setor. Neste relatório semestral, tivemos a participação de 30 associadas que nos ajudaram a consolidar algumas conclusões que descrevemos a seguir:

Além dos dados referentes ao primeiro semestre de 2021, também foi feito um comparativo do mesmo período em relação aos anos anteriores de 2020 e 2019.

“Com relação ao desempenho das associadas no 1o semestre de 2021, é importante contextualizar que foi em plena pandemia que as associadas melhor responderam a demanda de crédito dos Microempreendedores.

Os dados do Banco Central demonstram que a oferta de crédito através dos bancos tradicionais reduziu na pandemia, quando os negócios mais precisavam. Então os números da Abcred, neste primeiro semestre com um crescimento de 33% demonstram que isso não aconteceu com nosso setor, pelo contrário, as associadas da Abcred corresponderam atendendo e apoiando os Microempreendimentos e a geração de emprego em um momento tão difícil.

O setor está de parabéns com um crescimento relevante, e tem capacidade de fazer entrega até 1 bilhão de crédito por ano e é importante destacar que esse crédito é focado na base da pirâmide onde os bancos e demais instituições não chegam.”
Pedro Ananias, Consultor Técnico da Abcred.

Sobre o 1º semestre 2021:

O valor emprestado foi de R$415,1 milhões de reais, sendo 81.706 operações realizadas.

– As Regiões Sul e Nordeste se destacaram com os maiores índices relacionados ao número de clientes ativos, carteira ativa, valor liberado e quantidade de operações no período;

– O setor do Comércio representou mais da metade dos investimentos em microcrédito (52%) seguido pelo de Serviços (34%);

– Os clientes informais concentraram a maioria dos investimentos (65%);

– As regiões Sul e Centro-Oeste apresentaram os índices mais baixos de inadimplência (abaixo de 2,5%), enquanto no nordeste e sudeste a média da inadimplência foi de 3,25%;

– As mulheres formam a maioria de microempreendedores no Brasil (55%); Sobre o comparativo com dois anos anteriores:

– Aumento de 33% do valor de microcrédito liberado se comparado a 2020 e 6% em relação a 2019;

– A Região Sul obteve o maior aumento do valor liberado no período (30%);

– Mais de 30% de aumento na carteira ativa geral se comparada com os anos anteriores;

– Em relação ao ticket médio, a Região Sul se destacou com mais de 20% de aumento;

– Em relação à inadimplência, a Região Centro Oeste obteve o menor índice (2%), porém a região Nordeste atingiu a maior redução (acima de 70%) se comparado ao ano anterior,

seguida pela Região Sudeste com mais de 60% de redução também;

Conclusão:

Os números são muito positivos em relação ao segundo semestre que se inicia. É importante ressaltar que, devido ao avanço da vacinação contra a COVID-19, um cenário muito promissor se apresenta com o aquecimento da economia e o crescimento de setores do comércio em geral como: vestuário, beleza, alimentos, bares, restaurantes, turismo e eventos bem como negócios correlacionados.

“As OSCIPs são um canal de distribuição de crédito alternativo, então buscamos entender as reais necessidades dos microempreendedores, apoiando com mais efetividade nas suas demandas e orientando para o seu desenvolvimento e crescimento. Então neste momento de retomada da economia, as OSCIPs terão um trabalho muito importante para exercer”, relata Claudia Cisneiros, Presidente da Abcred.

Para visualizar a apresentação completa com os resultados das OSCIPs, “clique aqui

Related posts

Leave a Comment